07 abril 2009

House 5x20 – Simple Explanation

Vou começar avisando que, se você ainda não assistiu ao episódio exibido ontem nos Estados Unidos, o texto abaixo estará repleto de spoilers que, com toda certeza, vão tirar a graça de assistir “Simple Explanation”.

Contando com a participação especial do cantor Meat Loaf, o episódio abordou temas delicados e emocionantes quando um dos médicos da equipe do Dr. House sai de cena. Já tem um tempo que sabíamos que algum integrante da equipe de diagnósticos do Hospital Princeton Plainsboro iria sair de cena, morto para todo o sempre – afinal “House” não é “Supernatural”. As apostas corriam soltas entre 13 (Olivia Wilde), Taub (Peter Jacobson) e Kutner (Kal Penn), sendo que a primeira sofre de uma doença degenerativa que lhe dá poucas chances de viver. Porém para a surpresa geral, quem morreu - e de forma brutal com um tiro na têmpora - foi o sempre bem humorado Dr. Kutner, e confesso que já estou sentindo saudades dele.

A delicadeza em abordar a morte de Kutner está no fato que essa não foi uma morte natural, e sim um suicídio (no final do episódio foi ao ar um aviso com números de telefones de ajuda para pessoas que pensam em suicídio), o que pegou todos os seus colegas de surpresa. Kutner nunca demonstrou sinais de depressão ou eles simplesmente não perceberam o buraco onde o amigo estava se afundando? Será que todos estavam tão concentrados em suas próprias vidas que deixaram escapar a chance de salvar alguém com quem realmente se importavam?

13, arrasada, busca conforto na companhia do namorado, mas Foreman não está em condições de apoiá-la e pede um tempo para ficar sozinho. Taub entra em negação e se concentra nos pacientes, mas no final do episódio irrompe em um choro compulsivo que pode ser de culpa ou de tristeza. House, inconformado em ter deixado passar os sinais de depressão de Kutner, chega a preferir acreditar que o rapaz foi assassinado, para depois se conformar com o fato que a morte foi mesmo a escolha dele para se livrar de algo que aparentemente o assombrava.

Enquanto isso, o caso da semana mostra um marido disposto a morrer na mesa de cirurgia para salvar a vida da esposa. Porém um segredo que ela guarda faz com que aceitar o sacrifício do marido seja impossível para sua consciência.

“House” mostrou como é fácil e rápido matar um personagem, coisa que em “Grey’s Anatomy” anda difícil de acontecer, mesmo quando os atores já demonstraram que não tem mais o menor desejo de continuar na série, como foi o caso de Kal Penn, que decidiu sair da série para assumir um cargo político ao lado de Barack Obama, presidente dos Estados Unidos.

Ao final do episódio, somos brindados com uma bela escolha musical para o funeral de Kutner, “Lose You” interpretada por Pete Yorn, que dá o tom necessário ao evento.

Clique aqui para baixar a música

Um comentário:

Anne Summers disse...

Arrazou. Eu amo seus comentários.
Fiquei triste eu gostava do médico que morreu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...