08 setembro 2008

Novo 90210 - prós e contras


Semana passada, a CW nos trouxe a versão - chamaram de spin-off mas eu discordo - do famoso "Barrados no Baile". Entre alguns receios, me programei para assistir a essa repaginada versão da série que acompanhou minha adolescência. Se eu gostei? Sinceramente, não. Mas isso talvez seja devido ao o saudosismo, que me impedidiu de ver com bons olhos todas as mudanças que foram feitas para adequar 90210 ao ano de 2008. Depois de quase duas horas de série, me peguei sentindo simpatia (!!) pela Kelly Taylor. Logo eu, que durante a série original adoraria ter tido a chance de arrancar os olhos dela, acabei achando que ela finalmente cresceu e apareceu, sendo a única personagem - ao lado de Brenda Walsh - que me faria assistir mais um episódio de 90210.

O elenco adolescente não passa a mesma energia que o antigo "Barrados" passava. Falta carisma, falta tesão. Shenae Grimes é tão magra, que sua personagem, a protagonista Annie, parece um boneco de Olinda, com um imenso cabeção desproporcional ao corpo que parece prestes a se partir em dois. Não satisfeitos, deram a ela um irmão adotivo negro. Antes que me crucifiquem, nada contra a mistura de raças, a adoção ou algo do gênero, mas ultimamente Hollywood anda tão preocupada com o "politicamente correto" que enfia gays e negros em todos os lugares.... dai enfiaram um negro em uma família do Kansas que se muda para Beverly Hills para morar na casa da milionária avó alcoóltra. Entenderam meu ponto? Tristan Wilds que interpreta o adotado irmão em discussão, é carismático e até engraçado... mas não combina.

Outra que está totalmente fora de cena - e sem sal toda vida - é AnnaLynne McCord com sua Naomi, rica e mimada parece que vai repetir o papel mediócre que fez em Nip/Tuck. O restante do elenco é todo insosso. O menino Ethan (Dustin Milligan ) que está indeciso entre Naomi e Annie não tem metade da pose e da boa pinta que o Dylan dos anos 90. Isso sem falar no amigo dele, um louro tosco e atarracado que acha que é o dono do mundo. Para limpar os olhos entre a gurizada só vale mesmo olhar para Adam Gregory, que faz o ricasso Ty, que eu não decidi ainda se é muito legal ou um tremendo mau caratér.

Já o elenco adulto conta com Rob Estes - ah, meus dias de Melrose Place.... - e Lori Loughlin e me agradou bastante, principalmente porque eles vão interagir com Kelly e falar sobre o passado de 90210. Lori é muito boa e teve uma das melhores cenas do episódio quando despachou uma mulher que estava cantando o seu marido. Morri de rir. Pode ser que o núcleo dos adultos engula os adolescentes que nem aconteceu com The OC?

Agora pausa para lamentar a terrível abertura... remixaram o tema, encurtaram os créditos... mataram Barrados.... Não entendo porque não fizeram uma série nova onde os antigos fãs de 90210 não fossem se decepcionar a cada minuto.

Veja a abertura aqui

Aguarde cenas dos proximos capitulos!

Um comentário:

Julia Magalhães disse...

E chei a atriz protagonista do seriado muuuito feinha e sem corpo! Mgra, sim, mas ate d+!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...